Este sítio utiliza cookies de terceiros para melhorar a experiência do utilizador e os serviços que prestamos.
Ao continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização.

Saber Mais Compreendi
Indústria 4.0
Banner_Ind-4-0_1200x400-new.jpg



Através da iniciativa Indústria 4.0, integrada na Estratégia Nacional para a Digitalização da Economia, o Ministério da Economia pretende gerar condições favoráveis ao desenvolvimento da indústria e serviços nacionais no novo paradigma da Economia Digital, através de um conjunto de medidas que assentam em três eixos de ação:


1. Acelerar a adoção da i4.0 pelo tecido empresarial português
Dotar o tecido empresarial com conhecimento e informação e promover um conjunto de ferramentas que facilitem a transformação empresarial.

2. Promover os fornecedores tecnológicos portugueses como players i4.0
Capitalizar o ecossistema científico e tecnológico, criando um contexto favorável ao desenvolvimento de startups i4.0 que possam apresentar projetos com impacto na digitalização da economia.

3. Tornar Portugal um polo atrativo para o investimento em i4.0
Comunicar o Portugal enquanto HUB de partilha de experiências e know-how para atração de recursos, criando condições favoráveis (legais e fiscais) para o investimento direcionado à i4.0.


O IAPMEI, como parceiro das PME no desenvolvimento e inovação, coloca-se mais uma vez ao lado das empresas neste novo desafio, apoiando-as nesta adaptação, nomeadamente através da disponibilização de um conjunto de Sistemas de Incentivos que têm como objetivo a modernização e inovação dos seus produtos, serviços e modelos de negócio, tornando-as mais competitivas no contexto da Indústria 4.0. ...ver mais
  


 

Iniciativa Indústria 4.0 - O que é?

i40_destaqueNL.jpg


O Ministério da Economia, pretendendo gerar as condições para o desenvolvimento da indústria e serviços nacionais na era digital, decidiu lança uma iniciativa (Portugal i4.0) para identificar as necessidades do tecido industrial português e orientar medidas (públicas e privadas) com vista a atingir três objetivos centrais:

• Acelerar a adoção das tecnologias e conceitos da Indústria 4.0 no tecido empresarial português;
• Promover empresas tecnológicas portuguesas a nível internacional;
• Tornar Portugal um polo atrativo para o investimento no contexto Indústria4.0.

A iniciativa foi lançada num principio bottomup associado à participação das empresas que operam no mercado, tendo sido acrescentado um espaço de audições a diversas entidades não empresariais, assim como um comité estratégico, onde se incluíram algumas entidades internacionais com experiência comprovada na Indústria 4.0, que orientou e supervisionou os resultados.

Os trabalhos tiveram a participação de mais de 100 empresários e instituições relevantes em Portugal, que numa fase inicial, foram organizadas em grupos de trabalho de acordo com quatro fileiras: Automóvel, Moda e Retalho, Agroalimentar e Turismo. Estas fileiras, selecionadas em função da sua contribuição para a economia nacional, relevância no tecido de PME nacional e suscetibilidade à transformação digital, serviram de amostra e piloto nesta primeira fase.

Outros países europeus, tais como França, Alemanha, Espanha, Itália ou República Checa, sabendo da importância da transformação digital para as suas economias, lançaram também programas com objetivos e abordagens em linha com a iniciativa nacional. Estes programas foram também uma fonte que contribuiu para os resultados e medidas desta iniciativa.