Revitalização e Transmissão
O agravamento do ciclo económico verificado nos últimos anos tornou mais visíveis os problemas de natureza estrutural que caracterizam a situação de muitas empresas, contribuindo para a deterioração da sua performance económica e para um maior desequilíbrio da sua estrutura financeira.

Empresas que apresentem um desempenho insatisfatório, ou uma débil situação financeira dispõem de uma capacidade diminuta para uma desejada consolidação do tecido empresarial, que se pretende mais dinâmico, mais consistente na criação de emprego, com mais vigor na capacidade exportadora e mais ousado nos processo de inovação.

A reduzida dimensão de muitas das empresas nacionais constitui com frequência um fator bloqueador de acesso a mercados externos. Outras empresas, em particular as de características marcadamente familiares enfrentam, ou podem vir a enfrentar, problemas de sucessão, que podem colocar em causa a sua continuidade.

Este é o grupo de empresas que se constitui como o mercado alvo da área da Revitalização do IAPMEI, nos termos e com os instrumentos que encontra detalhados nesta área de atuação. Pretendemos assegurar que as empresas que se encontram em situação de dificuldade, mas desenvolvam negócios com potencial de viabilização, sejam apoiadas no processo de reestruturação, que lhes permita retomar um patamar de sustentabilidade.

Por seu lado, as empresas que necessitam de assegurar a mobilização de um novo investidor para assegurar a sua continuidade, ou necessitem de criar uma alternativa a um processo de sucessão natural, ou, ainda, que pretendem ganhar dimensão critica por aquisição, encontram na área de Transmissão do IAPMEI a colaboração e o apoio técnico necessário ao desenho da solução e à identificação do parceiro de negócio.


 


Última actualização
09-08-2017
Avalie este conteúdo
Última actualização
09-08-2017
Avalie este conteúdo