Fast Track to Innovation

Fast Track to Innovation / Processo Acelerado para a inovação

Fast Track to Innovation (FTI), ou, em português, “Processo acelerado para a Inovação” é um esquema piloto, lançado no âmbito do Programa Horizonte 2020 para o período 2015 – 2016, que pretende acelerar o processo de comercialização de ideias e conceitos inovadores.

Este esquema pretende fomentar a criação de valor via lançamento de produtos, serviços e processos atrativos e inovadores, reduzindo o tempo entre a ideia e a entrada no mercado e aumentando a participação da indústria, PME e novos candidatos no H2020. O instrumento piloto Fast Track to Innovation (FTI) dirige-se a propostas de ações de inovação ligadas a qualquer área de tecnologia. As calls FTI estão abertas em permanência e com uma abordagem bottom-up.

Qualquer entidade pode participar e as propostas podem ser apresentadas em qualquer altura. Este instrumento está continuamente aberto tendo 3 fases de avaliação (cut-off) por ano. Para o ano de 2016 essas datas são: 15 de março, 1 de junho, e 25 de outubro. O tempo entre a cut-off date e a assinatura do contrato não pode exceder seis meses. O número máximo de entidades jurídicas que podem participar numa ação é 5. O montante de financiamento não deve exceder 3 milhões de euros.

Para mais informações visite a página oficial do programa aqui ou consulte o site da Enterprise Europe Network (Processo Acelerado para a Inovação) onde também poderá encontrar informação sobre projectos já seleccionados para apoio ao abrigo deste esquema.


Última actualização
06-09-2016
Avalie este conteúdo
Última actualização
06-09-2016
Avalie este conteúdo