Este sítio utiliza cookies de terceiros para melhorar a experiência do utilizador e os serviços que prestamos.
Ao continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização.

Saber Mais Compreendi
Image Iapmei

C11 | Descarbonização da Indústria
BarraPRR.png

A Componente 11 - Descarbonização da Indústria, integrada na Dimensão Transição Climática do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), visa alavancar a descarbonização do setor industrial e empresarial e promover uma mudança de paradigma na utilização dos recursos, concretizando medidas do Plano Nacional de Energia e Clima 2030 (PNEC 2030) e contribuindo para acelerar a transição para uma economia neutra em carbono.

Conheça os apoios ao investimento direcionados a este objetivo:

 
CANDIDATURAS ENCERRADAS

APOIO À ELABORAÇÃO DE ROTEIROS DE DESCARBONIZAÇÃO DA INDÚSTRIA E CAPACITAÇÃO DAS EMPRESAS (10 M€) ...mais informação
 
APOIO À DESCARBONIZAÇÃO DA INDÚSTRIA (705 M€)

AVISO ABERTO ATÉ 29 DE JULHO (18h00)


> Formulário de candidatura
> Guia de apoio ao preenchimento do formulário de candidatura
Webinar temático | 04/03/2022
> FAQ
> 3.ª Republicação Aviso N.º 02/C11-i01/2022 (Ponto 9 - alteração do prazo de submissão das candidaturas)
Resumo da medida


descarb_ind.png
 
_________________________________________

Contributos da Componente 11 - Descarbonização da Indústria para os objetivos gerais do PRR
Esta componente contribui diretamente para dois dos pilares do PRR, definidos no artigo 3º do Reg. (UE) 2021/241:

TRANSIÇÃO ECOLÓGICA
O investimento visa contribuir para a concretização do PNEC 2030, em particular materializando o seu «Objetivo 7 - Desenvolver uma indústria inovadora e competitiva» e contribuindo também para os seguintes objetivos do PNEC 2030:

>> Objetivo 1 - Descarbonizar a economia nacional;
>> Objetivo 2 - Dar prioridade à eficiência energética;
>> Objetivo 3 - Reforçar a aposta nas energias renováveis e reduzir a dependência energética do país;
>> Objetivo 8 - Garantir uma transição justa, democrática e coesa


Esta iniciativa é crucial para que a indústria possa contribuir para as metas de redução de emissões de gases com efeito de estufa (45% a 55%), de incorporação de energias renováveis no consumo bruto de energia final (47%) e de eficiência energética (35%), bem como para a redução da intensidade energética e carbónica da indústria assumidas por Portugal.

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
As iniciativas passam também pela aposta em soluções digitais, existentes ou emergentes, nomeadamente através de soluções inteligentes de apoio a medição, monitorização, tratamento de dados para a gestão e otimização de processos, redução de consumos e diminuição de emissões poluentes, aumentando a eficiência de utilização de recursos (matérias-primas, água, energia), promovendo a economia circular e consequente diminuição da pegada de carbono.

 


Última atualização
07-06-2022
Avalie este conteúdo
Última atualização
07-06-2022
Avalie este conteúdo